TRIBUNAL PLENO APROVA, POR UNANIMIDADE, A OUTORGA DA “MEDALHA DO MÉRITO EM EDUCAÇÃO JUDICIAL DESEMBARGADOR MÁRIO ALBIANI” AO DESEMBARGADOR NILSON SOARES CASTELO BRANCO

Home > TRIBUNAL PLENO APROVA, POR UNANIMIDADE, A OUTORGA DA “MEDALHA DO MÉRITO EM EDUCAÇÃO JUDICIAL DESEMBARGADOR MÁRIO ALBIANI” AO DESEMBARGADOR NILSON SOARES CASTELO BRANCO Voltar

TRIBUNAL PLENO APROVA, POR UNANIMIDADE, A OUTORGA DA “MEDALHA DO MÉRITO EM EDUCAÇÃO JUDICIAL DESEMBARGADOR MÁRIO ALBIANI” AO DESEMBARGADOR NILSON SOARES CASTELO BRANCO

 PUBLICADO EM: 07/06/2022 ÀS 11:33

 ATUALIZADO EM: 07/06/2022 ÀS 11:33

O Desembargador Presidente Nilson Soares Castelo Branco será a primeira personalidade a receber a “Medalha do Mérito em Educação Judicial Desembargador Mário Albiani”, criada em dezembro do ano passado. Na sessão plenária do dia 1º de junho, foi aprovada, à unanimidade, a indicação para o recebimento da honraria, proposta pela Universidade Corporativa (Unicorp), atualmente sob a Direção-Geral do Desembargador Mário Albiani Júnior.

A medalha tem como objetivo homenagear personalidades acadêmicas (magistrados, servidores, colaboradores, professores, dentre outros) que tenham colaborado, importante e significativamente, para o aprimoramento da Educação Judicial no âmbito do Poder Judiciário do Estado da Bahia (PJBA), bem como pela distinta e escorreita carreira na seara acadêmica e atuação em prol da educação judicial, compreendida a formação inicial e continuada de magistrados e servidores do PJBA.

Não foi ao acaso, a escolha do Desembargador Nilson Soares Castelo Branco significa o reconhecimento por todo o trabalho desenvolvido à frente da Unicorp. Antes de assumir a presidência do Judiciário baiano, para o biênio 2022-2024, o Desembargador atuou como Diretor-Geral da Universidade Corporativa, contribuindo, sobremaneira, para a disseminação do conhecimento plural, transversal e democrático.

Durante a sua gestão, a Unicorp ganhou casa nova, passando a funcionar no Edifício Advogado Pedro Milton de Brito, Anexo II, na sede do Judiciário baiano, localizada no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. A escolha do terraço do Anexo II, além de aproximar a Universidade dos magistrados e dos servidores, uma vez que o edifício se localiza, literalmente, no coração do Judiciário baiano, trouxe consigo outras muitas vantagens, como segurança e vigilância 24 horas, estacionamento disponível, mobilidade facilitada pelo metrô e pelo transporte público, moderno sistema de tecnologia e informatização.

As novas instalações, uma área de aproximadamente 1.100m², contam com salas amplas e modernas, equipadas para realizar ações educativas diversas, como cursos, palestras e workshops, tanto presencialmente, quanto de forma remota. Contam, ainda, com espaço para estudo e reuniões, laboratórios de informática e praça de alimentação.

A oferta de cursos e capacitações e a realização de seminários foram ampliadas, mesmo em meio à pandemia da Covid-19, com destaque para o Curso de Formação Inicial destinado aos novos Juízes Substitutos, uma ação inédita no âmbito do Judiciário baiano.

A inauguração do Laboratório de Português Jurídico Desembargador Eladio Lecey foi, também, uma importante conquista. A unidade tem o objetivo de aperfeiçoar a escrita forense usada por magistrados e servidores, valorizar o conhecimento do português e tornar o Tribunal um modelo de excelência na composição de textos.

O legado deixado à Unicorp pelo Desembargador Nilson Castelo Branco foi enaltecido por seus pares, durante a sessão plenária, não restando dúvida quanto à proposição do seu nome para o recebimento da Medalha. Antes de a indicação ser aprovada, no entanto, o próprio Desembargador Presidente pediu vistas do processo, passando a presidência para a 1ª Vice-Presidente, Desembargadora Gardênia Pereira Duarte, já que ele seria o beneficiário do ato. A Vice-Presidente, na direção do pleno e ouvindo os seus pares, declarou a aprovação da honraria, julgando prejudicado o pedido de vistas, solicitado pelo Desembargador Nilson Soares Castelo Branco.

Medalha do Mérito em Educação Judicial Desembargador Mário Albiani

A escolha do Desembargador Mário Albiani para dar nome à honraria foi baseada na história do magistrado. O Desembargador foi responsável pela fundação, em 14 de dezembro de 1982, da Escola de Preparação e Aperfeiçoamento da Magistratura, nomenclatura alterada, no final da década de 1990, para Escola de Magistrados da Bahia (Emab), da qual também foi Diretor.

Além disso, foi Presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia no biênio 1991-1992 e destacou-se, também, pela liderança da Associação dos Magistrados da Bahia (Amab), da qual foi Presidente durante um total de 14 anos, em mandatos alternados, e foi Vice-Presidente da AMB.

Assim, dedicou mais de 60 anos aos serviços jurisdicionais, inicialmente como Advogado, tendo ingressado na magistratura em 29 de fevereiro de 1964, sendo promovido a Desembargador em 1979, aposentando-se em 20 de fevereiro de 1995, após o desempenho de tão nobre missão por mais de 30 anos.

Descrição da imagem: Sala do Tribunal Pleno do PJBA [fim da descrição].

#pracegover #pratodosverem

Fonte: Ascom

  • Calendário

    March 2024
    SMTWTFS
    1
    2
    3
    4
    5
    6
    7
    8
    9
    10
    11
    12
    13
    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20
    21
    22
    23
    24
    25
    26
    27
    28
    29
    30
    31
          
    < Feb Apr >
  • Tags